Programa da Prefeitura vai proteger bustos e monumentos da cidade

Notícias

Ação foi oficialmente lançada nesta quarta-feira (24/1) com uma operação para coibir receptação ilegal de peças e materiais de cobre e bronze. Intenção é proteger as peças existentes e coibir novos furtos

O prefeito Rafael Greca anunciou, nesta quarta-feira (24/1), o início do Programa de Proteção do Patrimônio Histórico da cidade. O projeto consiste no diagnóstico e retirada dos bustos e monumentos que poderiam ser mais facilmente furtados das praças e espaços públicos.

Inicialmente, a Fundação Cultural de Curitiba e a Secretaria Municipal do Meio Ambiente farão a retirada de 40 peças, que serão levadas para o Memorial de Curitiba. “Nos motiva a sucessiva espoliação que a cidade vem sofrendo do seu patrimônio cultural pelo comércio de bronze em troca de trocados”, disse Greca.

A Prefeitura estuda se as peças originais retornarão aos locais com dispositivos de reforço de segurança ou réplicas serão colocadas após esse processo. Recentemente, foram registrados furtos do busto da Madre Leonie de São José de Chambéry, que ficava na Praça Rui Barbosa, e dos fundadores da Universidade Federal do Paraná Nilo Cairo, Plínio Tourinho e Victor Ferreira do Amaral, todas na Praça Santos Andrade.

O prefeito registrou, ainda, a tentativa de furto do busto de Macedo Filho, também na Santos Andrade, que a Guarda Municipal conseguiu impedir.

Fiscalização

Em paralelo, e como parte do programa lançado pelo prefeito, as secretarias municipais da Defesa Social, Meio Ambiente e Urbanismo, em conjunto com a Polícia Civil, fizeram uma operação, também nesta quarta-feira (24/1), para fiscalizar pontos de ferro velho e recebimento de materiais recicláveis. 

Foram vistoriados sete locais – cinco no Boqueirão e dois no Parolin. A Secretaria Municipal do Meio Ambiente lavrou notificações para adequações e obtenção de licenciamento ambiental. A Secretaria de Urbanismo emitiu seis notificações para apresentação de alvará comercial para comércio varejista de sucatas e materiais recicláveis.

Apesar de não haver material suspeito ou bens públicos e cabos furtados nesses locais, foram encontrados indícios de irregularidades. “A Prefeitura manterá uma fiscalização rigorosa e rotineira para coibir a receptação de materiais irregulares”, reforçou Greca.

A parceria com a Polícia Civil possibilitará a ampliação desta fiscalização para outras cidades. “Ações como a deflagrada nesta quarta-feira têm um caráter preventivo muito importante. A Polícia Civil vai atuar em cidades vizinhas e até no interior do Paraná buscando localizar eventuais receptadores de peças de bronze que foram furtadas ou roubadas em Curitiba”, informou o delegado-adjunto da Divisão de Polícia da Capital (DCCP), Fábio Machado.

Também participaram do anúncio do Programa de Proteção do Patrimônio Histórico da cidade o secretário municipal de Defesa Social e Trânsito, Guilherme Rangel; o diretor-geral da Guarda Municipal, Odgar Cardoso; a superintendente da FCC, Ana Cristina de Castro; e a secretária municipal do Meio Ambiente, Marilza do Carmo Oliveira Dias.

Boletim de trânsito

Trânsito