Agente de trânsito é ouro em campeonato nacional de kung fu

Notícias

Romildo Davincci Andrade subiu ao pódio duas vezes na competição da última semana.

O agente de trânsito Romildo Davincci Andrade se tornou campeão de kung fu na categoria luta com mãos livres no 29ª edição do Campeonato Brasileiro de Kung fu Wushu, realizado de 5 a 9 de setembro, em Londrina. Na mesma competição, ele levou a medalha de bronze na categoria luta com armas em dupla. 

Davincci, como é conhecido entre os colegas, tem 42 anos e trabalha como agente de trânsito há 17 anos - dez deles como motociclista da Superintendência de Trânsito (Setran). “Ganhar uma competição como essa é gratificante pois é o resultado de todo o esforço e dedicação nos treinos”, vibra ele.

Foi a partir dos filmes de Bruce Lee, que Davincci via e revia quando era pequeno, que surgiram a inspiração e o interesse do agente pelas artes marciais. Aos 14 anos ele praticava caratê e no início dos anos 2000 começou a lutar kung fu. Cinco anos depois se tornou faixa preta.

“O estilo que pratico baseia-se no chamado “garça voadora” (fei hok phai), do kung-fu Shaolin Sul, que valoriza movimentos com as mãos, enquanto o kung fu Shaolin Norte prioriza movimentos com os pés”, explica ele, que treina de três a quatro horas, até três vezes por semana. 

Reflexos no trabalho

Para o agente de trânsito medalhista, a prática de artes marciais exige disciplina, foco, autocontrole e concentração, auxiliando tanto na vida pessoal como nas atividades da rotina de trabalho. “Teve situações no trabalho que consegui reverter por conta dos princípios que adquirimos. Já os alongamentos e outras atividades feitas nos treinos ajudam a cuidar da saúde”, avalia ele. 

Além de agente de trânsito e praticante da arte marcial, Davincci dá aulas em uma academia localizada em Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba. 

Boletim de trânsito

Trânsito